Image
Caminhos do Rio Negro

Tipo: Trilha Regional
Inicio: Manaus - AM
Final: Barcelos - AM
Modal: Caminhada e Aquático
Bioma: Amazônia

Atrativo Observação de Aves
Atrativo Mirante
Atrativo Pico
Atrativo Observação de Fauna
observação de aves
mirante
pico
observação de fauna
Atrativo Cachoeira
Atrativo Banho
Atrativo Gruta
Atrativo Museu
Cachoeira
Banho
Gruta
Museu
Ficha Técnica
Distância: 630 km
Duração: 30 dias
Percentual implementado
100%
Contatos

Descrição

O Caminhos do Rio Negro é uma trilha de longo curso, com aproximadamente 630 quilômetros de extensão, entre trilhas de terra firme e trilhas aquáticas, que percorrem unidades de conservação do Mosaico do Baixo Rio Negro - MBRN, pelos municípios de Manaus, Iranduba, Novo Airão e Barcelos, no Amazonas.
Além das trilhas terrestres e aquáticas, também temos as trilhas aquáticas de conexão, que interligam as demais trilhas, mas que normalmente são percorridas com embarcação motorizada, o que não exclui a possibilidade de ser feita por embarcação não motorizada.

Informações Gerais

Os Caminhos do Rio Negro são compostos por trilhas terrestres e aquáticas.

Sobre as trilhas terrestres, vão desde pequenas trilhas de 400 metros a travessias de 60km que demandam até 4 dias, passando por ambientes que oferecem desafios para transpor ambientes encharcados, com acampamentos rústicos e uma natureza primitiva. As trilhas possuem baixa variação de altitude.

Essas trilhas são conectadas uma às outras por trilhas aquáticas, que podem ser percorridas por embarcação motorizada e não motorizada. Várias trilhas aquáticas passam por dentro do igapó (floresta inundada) e interligam atrativos como as praias e petróglifos da região.

Existe um potencial muito grande para o desenvolvimento de expedições de caiaque pelos Caminhos do Rio Negro. Esse potencial já vem sendo explorado por alguns aventureiros em seus caiaques.

Como existe possibilidade de uso de veículos de diferentes potências, o número de dias é uma estimativa, podendo os Caminhos serem feitos em mais ou menos dias.

Para percorrer as trilhas localizadas dentro do território do Parque Nacional do Jaú e Rio Unini necessita autorização de entrada, que podem ser conseguida, gratuitamente, através do e-mail parnajau@icmbio.gov.br. Da mesma forma, para percorrer a Trilha Terrestre do Apuaú, no Parque Nacional de Anavilhanas, que pode ser solicitada pelo e-mail pna@icmbio.gov.br.

Como Chegar

A partir de Manaus ou Novo Airão, no Amazonas.

Curiosidades

A partir da experiência da Rede Brasileira de Trilhas de Longo Curso, foi levada a proposta de criação dos Caminhos do Rio Negro para o Conselho Consultivo do Mosaico, do qual fazem parte gestores das unidades de conservação, pesquisadores, ONGs atuantes na região, representantes de operadores e condutores de visitantes, moradores.

Essas unidades de conservação juntas protegem um território de mais de 7 milhões de hectares.

O Rio Negro varia aproxidamente 13 metros entre a cheia e a seca, apresentando ambientes bem diferentes nas duas épocas. Na cheia, que vai mais ou menos de março a agosto, é possível percorrer as trilhas entre os igapós. Durante a seca, que vai de setembro a fevereiro, são revelados belos pedrais, muitos deles com petróglifos pré-coloniais, corredeiras e extensas praias, que contrastam com a cor escura das águas.

Significado e histórico da Pegada:

O desenho da pegada remete ao logo do Mosaico do Baixo Rio Negro, que tem como sua figura central a tartaruga-da-Amazônia, um importante símbolo da região. Foi aprovada pelo conselho do Mosaico no dia 25 de outubro de 2018.
 

Autor da Pegada

Josangela da Silva Jesus (idealizadora), Ângela Furuya Pacheco Midori (desenhista) e Sílvio Eduardo Lima Sarmento (design finalizador)

Atrativos:

Aspectos históricos , Banho, Cachoeira, Gruta, Mirante, Observação de aves, Observação de fauna, Praia
0KM
TRILHAS
0
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO
0
MUNICÍPIOS
0UF
UNIDADES FEDERATIVAS

Copyright © 2021
Red Boliviana de Senderos de Larga Distancia

Hosting: Onlink

Apoyo: Fundación CLB